sexta-feira, 23 de março de 2012

Curta em abril o 1º Festival de Cinema no IFF

Thais Tostes www.fmanha.com.br


Divulgacao
Com a proposta de estimular  e divulgar a produção audiovisual entre alunos, professores, demais funcionários e entre admiradores do cinema, o Instituto Federal Fluminense (IFF), em Campos, realiza de 16 a 20 de abril o 1º Festival Nacional de Cinema do IFF, no campus-Centro. Haverá mostras competitivas e não competitivas. Uma delas, chamada “Curta IFF”, já começou e vem exibindo produções no refeitório da instituição de ensino e no espaço Concha Acústica, simultaneamente, todos os dias. A cidade está convidada a conferir as Mostras.

O Festival visa à descoberta de novos talentos no cinema e à maior divulgação dos talentos já conhecidos. As obras inscritas – mais de cem, somando os setores competitivos e os não competitivos — são em formatos de curtas, médias e longas metragens e a temática de todas é livre. Além da Mostra Curta IFF, que é aberta a estudantes e a não estudantes, compõem o Festival as Mostras “Competitivas” e “Cinema Possível”; e a oficina “Cinema Possível”. O evento tem na curadoria o artista multimídia Artur Gomes.

A Mostra Curta IFF, na Concha Acústica, acontece todos os dias sempre das 10h às 12h e das 16h às 18h. No refeitório da escola, esta Mostra exibe filmes diariamente das 11h30 às 13h. As demais atividades acontecerão de 16 a 20 de abril. A Mostra Cinema Possível está agendada para acontecer no Auditório Cristina Bastos, das 19h às 20h. Este mesmo local aguarda as Mostras Competitivas, das 20h às 21h. E a oficina “Cinema Possível”, cuja coordenação é de Jiddu Saldanha, está marcada para ocorrer das 14h às 16h30 na sala 105. Quem pretende participar desta oficina, para a qual estão disponíveis 20 vagas, deve se inscrever antes do Festival.

O evento recebeu inscrições de filmes de estudantes e de não estudantes, de pólos do IFF tanto de Campos como de outras cidades, como Macaé, Itaperuna e São João da Barra. O Festival também contabiliza a participação de estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); do Centro Educacional Leste, de Brasília; das Faculdades Atibaia (FAAT), de Atibaia-SP; da Universidade Federal de São Carlos, de São Carlos-SP; e de não-estudantes de Campos, da capital do Rio e dos Estados de Roraima, Minas Gerais e São Paulo. As Mostras Não Competitivas estão com inscrições permanentemente abertas.

De acordo com Artur, a ideia do Festival partiu da oficina Cine Vídeo que o Instituto vem implantando e, ao mesmo tempo, da proposta da gestão da escola, que pretende desenvolver uma nova mentalidade no espaço educacional. Além disso, o curador afirmou que todo o alcance do Festival — no que se refere ao número de inscritos e a qualidade das produções — se deu também por dois apoios: do Festival Curta Santos (curtasantos. com.br), que tem como presidente Júnior Braçalotte; e do Instituto Quero (www.institutoquero.org), de Santos-SP, que tem Ana Cláudia Rodrigues na presidência.

A premiação para os filmes vencedores será dada pela Fundação Pró-IFF, de acordo com informações da curadoria do Festival. No total, são três categorias para estudantes, voltadas à forma de produção dos vídeos: câmera de celular, máquina fotográfica digital e MiniDV.

Para cada uma destas categorias, haverá um filme vencedor, cujo autor ganhará uma máquina fotográfica digital. Já os autores não estudantes do IFF também concorrerão nas mesmas categorias. A premiação consiste em um Notebook para o vencedor de cada categoria. Ou seja, no total, o Festival do IFF selecionará seis filmes vencedores. (T.T.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário