quarta-feira, 28 de novembro de 2012

poética 28


fulinaíma
brazilírica
sagaraNAgens
ou carNAvalha

ando relendo sampleAndo
reescrevendo poéticas fulinaímicas

escrevo
escravo do ofício
que aprendi
na tipografia
montando palavras
em prosa inverso

sagaraína no centro do teu olho
bem na íris  da retina
o ofício de criar é nosso

selvagerina pelo sertão a dentro
para replantar a carne
nupomardosossos

arturgomes
poéticas fulinaímicas

Nenhum comentário:

Postar um comentário