sexta-feira, 29 de abril de 2016

vertigens


Vertigem 3

essa vertigem
ainda vai dar nexo
minha mãe se mostra
nunca se esconde
explode no que sente
o teu corpo é sexo
e o teu sangue é quente

Gigi Mocidade





vertigem

a  rosa roxa
nos teus lábios
 púrpura
me leva aos pelos
do teu corpo nua
desejo a língua
dessa boca pura
e a pele em transe
dessa carne crua

Artur Gomes





Vertigem 2

tua vertigem
não me espanta
nem tão pouco me acalma

psicanaliticamente
vou lambuzar tua alma
como quem molha uma planta
que deságua da semente

Federika Lispector




vertigem 4

mãe e filha
na mesma trilha
no mesmo atalho
da maravilha
do corpo santo
tua vertigem
agora e sempre
nuas no meu canto

Federico Baudelaire

Nenhum comentário:

Postar um comentário