domingo, 25 de dezembro de 2016

Poema de Natal



jura secreta 14
Poema de Natal

eu te desejo flores
lírios brancos girassóis
rosas vermelha tudo quanto pétala
asas estrelas alecrim
bem-me-que e alfazema

eu te desejo emblema
deste poema desvairado
com teu cheiro teu sabor
teu suor tua doçura

e na mais santa loucura
declararte amor até os ossos

eu te desejo e posso
palavrArte até a morte
enquanto a vida nos procura

Artur Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário