segunda-feira, 2 de outubro de 2017

jura secreta 101



jura secreta 101

porque te amo talvez não saiba
dentro da  boca tem um poema
que ainda não escrevi
um bem-te-vi pousou  na  alma
beijo com calma
o pássaro que agora mora em ti

ainda tenho dedos língua
pulsação que ainda cabe
pelas  águas do teu cais
nas tempestades dos teus ritos
quando me vens de alguma praia
com a calmaria dos aflitos
e borda em conchas na areia
a geografia a flor do logos
no teu olhar que me incendeia

Artur Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário