terça-feira, 14 de novembro de 2017

voragem



voragem

não sou casta
e sei o quanto custa
me jogar as quantas
quando vejo tantas
que não tem coragem
presa a covardia

eu sou voragem
dentro da noite veloz
na vertigem do dia

Federika Lispector

Nenhum comentário:

Postar um comentário